segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

PINTURAS DO RIO ANTIGO POR JOÃO BARCELOS.

Esse pintor, o João Barcelos.


Premiado artista plástico, possui uma pintura classificada no meio artístico de figurativa; pode-se dizer que seu estilo é impressionista com toques expressionistas.


O desenho faz parte de sua vida desde suas mais remotas lembranças. (...) Entretanto, sua formação profissional não começou pela Arte. Durante a vida, aprendeu a ser Físico, após uma passagem de cerca de 10 anos pela carreira militar. (...) fez dois pós-doutorados nos Estados Unidos, no Departamento de Física e Astronomia da Universidade de Rochester. No início da carreira foi Professor da UERJ e, mais tarde, chegou a Professor Titular do Instituto de Física da UFRJ. Deu aulas das mais variadas disciplinas, tanto na graduação como na pós-graduação, e ocupou quase todos os cargos administrativos (Chefe de Departamento, Diretor de pós-graduação, Vice-Diretor e Diretor do Instituto). Também trabalhou intensamente em pesquisa por cerca de 30 anos (a Física Quântica foi sua especialidade...

Até o final de 2002, durante cerca de doze anos, foi igualmente Físico e Pintor. Embora sejam duas atividades aparentemente antagônicas, elas seguiram paralela e harmoniosamente no seu dia-a-dia. Talvez apareçam nos seus quadros através da harmonia entre a luz e a sombra ou no convívio pacífico entre cores quentes e frias. Enquanto Físico, usou a Arte para sentir a harmonia e a beleza, muitas vezes escondidas, nas equações de sua pesquisa, e enquanto Artista usou a Ciência para tentar entender os mistérios sobre composição e harmonia de formas e cores. Atualmente é só Artista. "A Física é para mim, no momento, um elo racional e indispensável com o mundo em que vivo".

No site do artista, acesse a biografia completa e uma generosa exposição de sua obra: http://www.joaobarcelos.com.br



Avenida Beira-Mar




Cinelândia com o Palácio Monroe (início do Séc. XX)


Igreja de Santa Luzia e Morro do Castelo (Início do Séc. XIX)


Praia e Igreja de Santa Luzia (metade do Séc. XIX)




Rua da Carioca (início do Séc. XX)


Arcos sobre a Rua Direita (1860 - atual 1° de Março)


Ladeira da Misericórdia (início do Séc. XX)


Da Ladeira da Miseriórdia à Igreja dos Jesuítas (1844)


Igreja de São Francisco da Prainha, Prainha e Pedra do Sal (1700)


Arco do Teles



Arcos da Lapa


Rua da Carioca (início do Séc. XX)


Cascatinha da Floresta da Tijuca



Paço Imperial