segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

CATUMBI


O Catumbi é um bairro da Zona Central da cidade do Rio de Janeiro, no Brasil. Faz divisa com Santa Teresa, Estácio, Cidade Nova e Rio Comprido.


Um dos bairros mais antigos da cidade, em seus primórdios constituía-se num vale úmido e sombreado por onde corria um rio nascido nas alturas do morro de Santa Teresa, aproveitado para a lavoura de cana-de-açúcar.

As plantações deram lugar a sobrados ainda à época colonial, e desse modo, em fins do século XIX, a região constituía-se um arrabalde elegante de sobrados de classe média-alta, como referido nas obras de do escritor Machado de Assis.

A partir do século XX, com a expansão da malha urbana em outras direções, o bairro entrou em decadência. Na década de 1960, a construção do Túnel Santa Bárbara contribuiu para esse processo, transformando o bairro em um corredor de passagem, situação agravada nas décadas seguintes pelo processo de inchamento das comunidades de baixa renda que lhe são vizinhas. Atualmente, o bairro é de extremo perigo à noite devido às constantes guerras entre quadrilhas ligadas ao tráfico e, também, ao número elevado de assalto à transeuntes e automóveis.
O resultado desta cirurgia urbana e a ambiência do bairro foram estudados profundamente pelo urbanista Carlos Nelson Ferreira dos Santos e pelo historiador e antropólogo Arno Vogel no livro Quando a rua vira casa.




Chafariz de Paulo Fernandes - 1827





Rua Frei Caneca - 1902





Rua Frei Caneca (Casa de Detenção) - 1910





Rua Almirante Alexandrino - 1912







Rua dos Coqueiros - 1928

















Rua Navarro - 1928







Rua Padre Miguelino - 1928











Rio Papa Coves (Saneamento) – 1929





Rua Carolina Reidner - 1929







Rua Catumbi - 1947





Rua Catumbi - 1949







Rua Dr. Agra - 1952





Rua Catumbi – Anos 50

















Catumbi – Anos 50





Catumbi – Anos 60

 






Rua Catumbi - Anos 60











Rua Valença – 1970






Rua Dr. Agra - 1970





Rua José de Alencar - 1971